EDIÇÃO 2020

De qual convivência social estamos falando ?

Refletir sobre as experiências da desigualdade, participação social e processos identitários

 

 

Resumo das seções (por favor, clique no item para ir diretamente):

 

1. Apresentação do Tema

2. Eixos Temáticos

3. Público Alvo

4. Datas e Local

5. Organização

6. Programa

7. Apresentadores

8. Proposta de Comunicação

9. Inscrições

10. Boletim Informativo

11. Contato

 

 

 

Apresentação

A Rede Franco-Latino-Americana de Pesquisa sobre Deficiência, o Grupo de Pesquisa ‘Participação Social e Cidades Inclusivas’ (PSVI) e a Rede Internacional sobre o Processo de Produção da Deficiência (RIPPH) organizam em conjunto o IV Colóquio Franco-Latino-Americano de Pesquisa Sobre Deficiência na Universidade de Laval (Quebec, Canadá).

 

Compreender o fenômeno da deficiência por meio de vínculos sociais, bem como as condições de produção e transformação das relações sociais tecidas por pessoas com deficiência constituem uma questão atual compartilhada por atores civis, governamentais e acadêmicos na área da deficiência. Nesta quarta edição, queremos explorar a questão da convivência em relação às posições sociais ocupadas por pessoas com deficiência em diferentes sociedades, questionando não apenas a relação construída por diferentes culturas em torno da deficiência, mas também o modo como as pessoas com deficiência participam da construção dos espaços sociais e dos territórios aos quais pertencem. Assim, relembrando os movimentos dos anos 80 que reivindicam autodeterminação « Nada sobre nós, sem nós! », questionamos : como estas pessoas participam das decisões que lhes dizem respeito? Nesse sentido, o foco se desloca para questões relacionadas ao exercício dos direitos das pessoas com deficiência, da cultura surda ou, em geral, das culturas minoritárias. Portanto, queremos explorar a tensão que existe nas sociedades contemporâneas entre pertencer a um território e a afirmação de direitos específicos, individuais e coletivos.

 

Para compreender como esses direitos são exercidos, é necessário entender as formas de enraizamento das pessoas dentro de um determinado território, além de sua identidade social, a fim de compreender como as pessoas com deficiência e / ou de cultura surda habitam os vários espaços. Nesse sentido, experiências e identidades são transformadas por essas ações e também por sua inscrição em um determinado território. Isso implica entender a complexa relação existente entre os coletivos e seu ambiente, dinamizados pela interrelação das relações sociais e espaciais.

 

A quarta edição do Colóquio Franco-Latino-Americano de Pesquisa Sobre Deficiência (Paris, 2014; Santiago de Chile, 2015; Porto Alegre, 2017) propõe abordar os desafios teóricos e práticos relacionados à analise das identificações e das experiências de discriminação, promovendo a apresentação de trabalhos de pesquisa, de análises de práticas profissionais e de relatos de experiência nos contextos francófonos e latino-americanos.

 

Nesta perspectiva, propõe-se a analisar o lugar das pessoas através da análise das experiências de desigualdade, de participação social e dos processos identitários no quadro de espaços sociais e territoriais onde as mesmas podem ser minorizadas. Nesse sentido, por razões sócio-históricas específicas, estes espaços produzem diferentes realidades interessantes de serem compreendidas a partir dos mecanismos de coesão e de tensão. Estes mecanismos que estruturam relações conflitivas são traduzidos em formas particulares de participação ou de exclusão especificas (por exemplo, mobilidade ou acesso a espaços públicos).

 

 

 

Eixos Temáticos

Sendo assim, convidamos os participantes para debaterem estas dinâmicas sociais a partir dos três seguintes temas, que não são exclusivos e exaustivos:

  1. Práticas sociais relacionadas à transformação e uso de espaços territoriais, através da:
  • defesa coletiva de direitos;
  • justiça social e espacial (incluindo questões como cidades inclusivas, planejamento urbano, 

desafios do mundo rural, etc.);

  • aplicação de políticas públicas (acessibilidade, educação inclusiva, emprego, etc.);
  • participação de pessoas com deficiência em diferentes níveis de decisão política, social e cultural;
  • participação de pessoas em múltiplas áreas da vida social (cultura, esportes, lazer, etc).
  1. Formas de pertencimento das pessoas com deficiência em um espaço social e/ou territorial:
  • análise das representações sociais;
  • análise das formas de pertencimento e resistência;
  • estudo das experiências individuais e coletivas das pessoas com deficiência nestas áreas.
  1. A complexidade das relações de poder:
  • relações com a alteridade;
  • pertencimentos múltiplos;
  • deficiência e identidade de gênero;
  • deficiência e sexualidade;
  • deficiência e classes sociais;
  • deficiência e idade;
  • deficiência e imigração;
  • deficiência e diversidade cultural, linguística e étnica.

 

 

 

Público Alvo

Todas as pessoas interessadas em estudos sobre deficiência, inclusão e participação social de pessoas com deficiência. Este Colóquio é destinado às pessoas com deficiência, cidadãos preocupados com a convivência, acadêmicos e profissionais, tomadores de decisão de círculos governamentais, serviços públicos estadual e federal, municípios, empresas, comunidade e organizações envolvidas no desenvolvimento de comunidades inclusivas e na compreensão do fenômeno da deficiência.

 

 

 

Data e Local

Esta edição será realizada de 25 a 27 de junho de 2020 no Pavilhão Alphonse-Desjardins da Universidade Laval na cidade de Quebec (Canadá):  2325 Rue de l'Université, Québec (Qc), Canada, G1V 0B4

 

 

 

Organização

 

Coordenação do IV Colóquio:

  • Ernesto Morales (Université Laval - Canadá) 
  • Maria Fernanda Arentsen (Université de Saint-Boniface - Canadá)

 

Membros do Comitê de Organização:

  • Andrea Benvenuto (École des hautes études en sciences sociales - França)
  • Charlie Trelles Severo (FADERS e  G3P-Lab/PPGPsiq/UFRGS - Brasil)
  • Claude Guimond (Confédération des organismes de personnes handicapées du Québec (COPHAN) - Canadá)
  • David Fiset (Centre interdisciplinaire de recherche en réadaptation et intégration sociale (CIRRIS) - Canadá)
  • Ernesto Morales (Université Laval - Canadá) 
  • Francis Charrier (Université Laval - Canadá) 
  • Gildas Brégain (Centre National de la Recherche Scientifique (CNRS) - França) 
  • Maria Fernanda Arentsen (Université de Saint-Boniface - Canadá)
  • María Noel Míguez Passada (Université de la République - Uruguai)
  • Martial Meziani (Université de Cergy-Pontoise - França)
  • Méric Sauvé (Réseau international sur le Processus de production du handicap (RIPPH) - Canadá)
  • Normand Boucher (Université Laval - Canadá) 
  • Patrick Fougeyrollas (Université Laval - Canadá) 
  • Véro Leduc (Université du Québec à Montréal (UQAM - Canadá) 

 

Presidência do Comitê Científico:

  • Martial Meziani (Université de Cergy-Pontoise - França)
  • Patrick Fougeyrollas (Université Laval - Canadá)

 

Membros do Comitê Científico:

  • Alexander Yarza (Universidad de Antioquia - Colômbia)
  • Alexandre Baril (Université d’Ottawa - Canadá)
  • Ana Cypriano Pereira (Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Brasil)
  • Anahi Guedes de Mello (Universidade Federal de Santa Catarina - Brasil)
  • Andrea Benvenuto (École des hautes études en sciences sociales - França)
  • Anneliza Tobar Estrada (Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales, Guatemala)
  • Berenice Pérez Ramírez (Universidad Nacional Autónoma de México, México)
  • Brenda Araceli Bustos Garcia (Universidad Autonoma de Nuevo Leon, México)
  • Carolina Ferrante (Universidad de Buenos Aires - Argentina)
  • Charlie Trelles Severo (FADERS e G3P-Lab/PPGPsiq/UFRGS - Brasil)
  • Charles Gaucher (Université Moncton - Canadá)
  • Dominique Masson (Université d’Ottawa - Canadá)
  • Émilie Raymond (Université Laval - Canadá)
  • Emmanuelle Fillion (École des hautes études en santé publique - França)
  • Jamal Khalil (Université Hassan II - Marrocos)
  • Laura Mercedes Sosa (Universidad de La Plata - Argentina)
  • Lena Diamé NDIAYE (Université de Saint-Boniface - Canadá)
  • Liliana Pantano (Universidad Católica Argentina - Argentina)
  • Luis Vera Fuente-Alba (Universidad de Chile - Chile)
  • Madezha Cépeda Bazán (Musas Inspiradoras de Cambio – Peru)
  • Manuel Aramayo (Universidad Monteávila - Venezuela)
  • María Noel Míguez Passada (Universidad de la Republica - Uruguai)
  • Mariama Kaba (Université de Lausanne- Suiça)
  • Marta Ascurra (Universidad Nacional de Asuncion - Paraguai)
  • Mona Paré (Université d’Ottawa - Canadá)
  • Nicolas Marquis (Université Saint-Louis - Bélgica)
  • Normand Boucher (Université Laval - Canadá)
  • Pierre-Yves Baudot (Université de Picardie – França)
  • Sandra Katz (Universidad Nacional de La Plata - Argentina)
  • Sofia Angulo (Universidad de la Republica - Uruguai)

 

 

Programa

O programa estará disponível em breve.

 

 

Apresentadores

A lista de apresentadores estará disponível em breve.

 

 

Submissão de Propostas de Trabalhos

O período de submissão de propostas de comunicação será aberto em breve.

 

 

Inscrições

O formulário para inscrições estará disponível em breve.

 

 

Boletim Informativo

Receba todas as informações sobre a organização do IV Colóquio, as datas, as chamadas de trabalho e período de inscrições assinando nosso boletim informativo.

 

 

Contato

Para qualquer questão ou necessidade de informação, não hesite em nos contatar no seguinte endereço de email: 

colloqueRFLAquebec2020@gmail.com

 

 

Facebook

Siga-nos no Facebook!

 

 

Retornar ao alto da página